TOP TV WEB

Capixaba Erick Silva. Lutador Internacional de MMA.

   ‘’Aprendi que, para ser bom naquilo que se faz, independente de um ser atleta, empresário ou qualquer outra profissão; é preciso ter muita dedicação, foco e principalmente disciplina pra ser aquilo que escolhemos ser.’’ Erick Silva.   

º Por Joacles Costa   

º  Dezembro 04, 2020 – 18:56     


                               foto de divulgação Erick Silva, lutador meio médio do UFC
 

   Erick Vinicius Silva e Silva nasceu em Vila Velha - Espírito Santo no dia 21 de Junho de 1984. Lutador de Artes Marciais Mistas, compete na categoria Meio-Médio (até 77 kg).  Foi campeão do Jungle Fight e assinou contrato com o Ultimate Fighting Championship  em 2011.   Erick Silva possui graduação em em BJJ (Brasíllian Jiu-jitsu) e Grau Preto em Muay Thai.  Erick sonhava em ser jogador de futebol, mas começou no Jiu-jitsu ainda adolescente, por influência de nomes como Royce Grace, dentre outros.  Hoje, o lutador é faixa preta de Jiu-jitsu. Ele começou a carreira treinando com grandes lendas brasileiras, como Anderson Silva.

Erick treinava na X-Gy,  onde era parceiro de treinos de Anderson Silva, Rafael Feijão e Ronaldo Souza.  Mas, ele também treinava na Team Nogueira e no Pro Fight.

No Jungle Fight 23, Erick entrou para um torneio pelo Cinturão Meio-Médio Inaugural do Jungle Fight. Na frente de lutadores como Lyoto Machida, Pedro Rizzo e Glover Teixeira, Erick derrotou dois oponentes na mesma noite para vencer o torneio. No round de abertura ele enfrentou Gil de Freitas. Erick usou seu jogo em pé para dominar o primeiro round, porém de Freitas deu a volta no segundo round com suas quedas e seu jogo de chão efetivo. No último round, Erick acertou de Freitas com um chute no fígado, que o derrubou.  

   No começo de 2011, Erick assinou com o UFC.  Era esperado que sua estreia fosse contra Mike Swick no UFC 134. Porém, em 4 de agosto de 2011, foi anunciado que Swick se retiraria da luta por causa de uma lesão no joelho e foi substituído por Luis Ramos e Erick venceu a luta por nocaute técnico em apenas 40 segundos. 

                           

                                                                                                                                                                                                                                                

Em conversa com a reportagem do Toptvweb, Erick Silva nos conta um pouco sobre os ensinamentos da vida ao longo do tempo.

Joacles Costa: Quem foi o Erick Silva quando criança?

Erick Silva: Vivi minha infância no meio do futebol.  Meu pai, por ser jogador, sempre me levava aos jogos e me incentivava muito a entrar neste esporte que ele tanto amava.  Eu até joguei em alguns clubes aqui dentro do Estado do Espírito Santo.  Uns dos mais marcantes foi o Desportiva Ferroviária, quando eu tinha 14 anos.  Mas percebi que não levava muito jeito com futebol. Foi então que, alguns anos mais tarde eu conheci o Jiu jitsu.

Joacles Costa: E hoje, quem é o Erick Silva?

Erick Silva: Hoje sou um homem realizado com a experiência que a vida me proporcionou e com as pessoas que conheci neste período.  Ainda não oficialmente, mas, talvez eu esteja me aposentando dos ringes por motivos das minhas lesões.   Acho que agora estou entrando numa nova fase da minha vida e bem mais envolvido com os negócios da Família. 

Joacles Costa: Quando você começou a praticar  esporte e por que escolheu essa modalidade?

Erick Silva: Comecei a treinar Jiu Jitsu em 2000, depois de ver uma fita VHS do UFC, em que aparecia Royce Gracie de Kimono, vencendo e finalizando adversários bem maiores que ele.   O Royce tinha uma técnica que me chamou muita atenção.  No outro dia fui procurar uma academia de jiu Jitsu mais próxima da minha casa.  Entretanto, sem pretensão profissional nenhuma, comecei a treinar apenas como um hobby.  Daí em diante, fui entrando em campeonatos municipais e fui tomando gosto por este esporte.  Fui campeão estadual no Jiu Jitsu, campeão  no estadual de wrestling, campeão estadual de Boxe e campeão Meio Médio do Jungle Fight.

                                               
 
Joacles Costa: Quais as maiores dificuldades que você já enfrentou na  carreira?

Erick Silva:  Eu citaria falta de investimento para o esporte nos pequenos eventos naquela época.  Mas hoje, MMA cresceu muito.   Apesar do momento pandêmico  que estamos vivendo e como qualquer negócio ‘’caiu’’,  agora vem recuperando-se e ganhando forças.

 Joacles Costa: Como é a sua preparação para as lutas?

Erick Silva: Sempre treinei bastante. Cheguei a levar meu corpo ao limite, como qualquer atleta, quando se fala em alta-performance.  De dois a três treinos por dia.  Na parte da manhã, era treinamento de lutas mistas e à noite, a parte física. 

                                            Foto:Divilgação  
Joacles Costa: É preciso conhecer seu adversário antes da luta? Como você estudava seus adversários e como se preparava para enfrentá-los?

 Erick Silva: Em primeiro lugar, eu sempre me reunia antes com a minha equipe de treinadores e depois, contratávamos um profissional especialista para estudar o nosso oponente.

Joacles Costa: Como você lidava com a derrota?

Erick Silva:  Não sei se existe uma maneira de explicar a melhor ou a pior sensação do mundo, que é sentir o gosto da vitória e o da derrota.   Todavia, a derrota nos machuca, mas tem que machucar mesmo, para que a cada vez que você cair, possa levantar-se mais forte.  Porém, a vitoria é a melhor sensação que o atleta pode ter. O do dever cumprido.  Depois voltar pra casa com alegria,  isso não tem preço. Tudo fica mais divertido.

Joacles Costa  Alguma vez já sentiu vontade de desistir de lutar contra algum adversário?  

Erick Silva: Já deixei de lutar por uma lesão que sofri e isso acabou me tirando de uma luta.  Esta palavra desistir não combina muito com atletas profissionais. 

Joacles Costa Um lugar para recarregar suas "baterias" (suas energias)?

Erick Silva: Minha Casa, minha família. Aqui eu me desligo totalmente de tudo do mundo para passar o meu tempo com eles.  Minha família é meu maior tesouro, não troco por nada.

                                                                                              Foto:Divilgação                                

Joacles Costa:  Qual ou quais  seu (s) maior (s) sonho (s)?

Erick Silva: Hoje, meu sonho é o da maioria dos homens, ter uma família por perto e viver confortavelmente com ela.

Joacles Costa Quais seus projetos para o futuro próximo?

Erick Silva: Como disse anteriormente. Estou mais envolvido com alguns negócios da família, trabalhando muito mais.  Está tudo muito mais corrido agora. 

                                                                                              Foto: Divulgação R7                                                                                                                                                                                                        

Aprendi que, para ser bom naquilo que se faz, independente de um ser atleta, empresário ou qualquer outra profissão; é preciso ter muita dedicação, foco e principalmente disciplina pra ser aquilo que escolhemos ser.                                                                                                                      Erick Silva.

 

 



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem