TOP TV WEB

MUMUZINHO LANÇOU “PLAYLIST”, O PRIMEIRO SINGLE DE SEU NOVO ÁLBUM DE INÉDITAS

   MUMUZINHO LANÇOU “PLAYLIST”, O PRIMEIRO SINGLE DE SEU NOVO ÁLBUM DE INÉDITAS

 Música chega acompanhada de videoclipe, com participação da influencer Camilla de Lucas, três sósias e caracterização do cantor

(Divulgação)

Nesta segunda-feira (14), data em que Mumuzinho comemorou 37 anos, os fãs ganharam uma grande surpresa! O cantor, que contabiliza mais de 8 milhões de seguidores nas redes sociais e é referência do samba atual, lançou “Playlist”, canção que chegou acompanhada de videoclipe e surpreendeu o público, com muita criatividade! Tem mais: A letra  traz uma mensagem pra lá de divertida! É com o refrão “Volta , que eu não suporto mais ouvir essa playlist que o vizinho toca”, que Mumuzinho entrou nas listas musicais de seus mais de 2 milhões de ouvintes mensais no Spotify.

“Essa faixa tem um apelo muito grande em relação à ‘sofrência’, mas é uma ‘sofrência’ alegre, para cima, que o cara não aguenta mais as playlists que o vizinho toca. É um meme pronto, como a galera fala nas redes (risos)”, explica. A canção é o primeiro single divulgado do álbum de inéditas, que tem lançamento previsto para o início do ano que vem.  Assista ao clipe aqui - Mumuzinho - Playlist - YouTube

Para completar o grande lançamento, o clipe, gravado em Santa Teresa (RJ), traz toda a versatilidade de Mumuzinho, além da participação especial de Camilla De Lucas, uma das principais influencers da atualidade. O público vai conferir ainda o  talento na interpretação do cantor, reconhecido pelo público por trabalhos como o remake de “Os Trapalhões” e como campeão do “Show dos Famosos”, ambos da Rede Globo. Tudo porque Mumuzinho aparece no vídeo caracterizado como homem e mulher, o Luzinaldo e a Luzinete. Pensa no resultado! Quer mais? Lembra da procura por sósias que quase “quebrou” a internet, com mais de 80 mil comentários de seus seguidores, em busca de quem fosse parecido com o cantor para contracenar?  Pois bem. Ao invés de escolher um, o sambista decidiu chamar os três finalistas do concurso para o novo trabalho. Todos estão no videoclipe!

“Falam para mim: ‘Tem um garoto que se parece contigo!’. Sempre tem gente que se parece comigo no Brasil inteiro. Então, eu quis dar oportunidade a essas pessoas.  Comecei a busca na internet, o público me ajudou a selecionar os mais parecidos comigo e, no final, eu decidi levar os três que mais se assemelham a mim quando eu era mais novo. Outra coisa bacana é que eu quis atuar no clipe, queria fazer todos os personagens: a vizinha, o vizinho, e eu consegui. Trouxe uma referência muito boa do filme “Norbit”, do Eddie Murphy. No Brasil, ninguém nunca fez da maneira que gravei. Está muito engraçado. Tivemos um dia incrível de gravação e espero que todo mundo goste do resultado”, deseja o cantor, que completa sobre o diferencial do novo trabalho: “Estamos mudando todo aquele formato dos trabalhos antigos, mais enraizado no samba. Este trabalho é mais moderno, atual. As imagens, os vídeos, os lugares onde gravei, os figurinos, usamos paletas de cores bem vivas”.

Em tempo - Consolidado como um dos maiores sambistas da atualidade,  o novo técnico do técnico do The Voice 60+, se destacou com o EP “Mantra”, lançado em fevereiro, que registrou 3,1 milhões de streams no Spotify e emplacou o hit “Mantra”, com mais de  três milhões de acessos. Outro sucesso de 2020 foi “Guerra de almofada”, do EP “Live Vol. 1”.

MUMUZINHO

Dono de um bom humor soberano, imitações hilárias e um carisma incomparável, Mumuzinho, nome artístico de Márcio da Costa Batista, é uma das referências no mundo do samba como cantor, compositor, ator e apresentador. De uma sonoridade única, suas músicas cantam o amor de forma bem-humorada, têm a comunicação imediata com o público jovem e tratam de assuntos contemporâneos, vividos em qualquer roda de amigos ou esquina do país.

Nascido em Magalhães Bastos, zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, Mumuzinho começou sua carreia atuando em 2000, participando de diversos filmes nacionais, dentre os quais “Xuxa Popstar” (2000), “Cidade de Deus” (2002), “Cidade dos Homens” (2007) e “Tropa de Elite” (2007). Porém, logo a vocação de cantor falou mais alto e, a partir de 2007, começou fazendo a aberta dos shows de artistas do mercado do samba, como Belo e Exaltasamba. Um ano após sua inserção nos palcos, em 2008, foi chamado por Dudu Nobre para ser um dos vocalistas de apoio enquanto frequentava pagodes nas casas de Alcione, Regina Casé e do empresário José Maurício Machline.

E assim, em 2011, ele lançou pela internet o seu primeiro trabalho como cantor, o CD “Transpirando Amor”, que contou com o seu também primeiro grande sucesso, a faixa “Curto-circuito”. Foi a sua consagração no mundo da música, trazendo grandes frutos: a convite de Zeca Pagodinho, a participação da gravação do DVD “Quintal do Pagodinho” – no qual interpretou a música “A voz do meu samba”, parceria sua com André Renato, o projeto “Sambabook” e o contrato com a Globo como integrante do programa “Esquenta!”, da apresentadora Regina Casé.

Dividindo-se entre suas paixões de ator e cantor, começou em 2012 a gravar a minissérie que fez sucesso nacional “Preamar”, do canal de TV a cabo HBO. Nesse mesmo ano, lançou pelo selo da gravadora Universal Music, o CD “Dom de Sonhar”, produzido por Bruno Cardoso, Sérgio Jr. e Lelê, integrantes do grupo Sorriso Maroto.

Depois do CD de estreia com a Universal Music, sua gravadora desde então, confiante após imprimir sua identidade e se apresentar ao público, foi a vez de lançar o seu primeiro projeto ao vivo, “Mumuzinho Ao Vivo” (2013), contando com as participações de Péricles (“Antiga escultura”), Alexandre Pires (“Chega”) e Arlindo Cruz (“Caozeiro”), que emplacou mais dois grandes sucessos: “Preliminares” e “Fala”. No mesmo ano, conquistou a sua primeira trilha de novela, “Curto Circuito”, tema de “Sangue Bom”, da Rede Globo. Em 2014, esteve mais uma vez nas telas de cinema e em uma nova parceira com Regina Casé, no filme “Made In China”.

Consolidado com seu espaço conquistado em todo o segmento, continuou exercendo suas duas paixões. Cercado no dia a dia por nomes como Zeca Pagodinho e Arlindo Cruz, o sambista bebia na fonte do Cacique de Ramos e dando seu toque pessoal a esse pagode com romantismo lançou seu terceiro trabalho, o CD “Fala Meu Nome Aí”, em 2015, enquanto como ele mesmo participava das séries do Grupo Globo, “Vai Que Cola” (Multishow) e “Mister Brau” (Globo).

Em 2016, conquistou mais uma trilha na Globo. “Fulminante”, grande sucesso do trabalho lançado no ano anterior, “Fala Meu Nome Aí”, esteve na novela das 21h, “A Regra do Jogo”. Também lançou no mesmo ano o single “Não quero despedida”. Já 2017 foi o ano de novos desafios. Depois de quatro anos estando todos os domingos no programa “Esquenta!”, da Globo, ao lado de Regina Casé e grande elenco, Mumuzinho se despediu da atração e embarcou na responsabilidade de viver Mussa no remake de “Os Trapalhões”, mais um projeto do Grupo Globo que foi exibido nos canais Viva e Globo. Esteve mais uma vez em trilha de novela das 21h da Globo com “Não quero despedida”, em “A Força do Querer”, e, após dois anos sem lançar um trabalho audiovisual, apresentou os singles “Oração”, mais um sucesso e “Nego dengo”.

Para que entrasse na trilha sonora da novela das 18h da Globo, “Orgulho e Paixão”, regravou em 2018 “Se Você Jurar”, clássico de Ismael Silva e Nilton Bastos (1931), ano em que também lançou os singles “Homem perfeito” e o grande hit “Eu mereço ser feliz”. Determinando que 2018 seria “o seu ano”, Mumuzinho lançou seu segundo trabalho ao vivo, “A Voz do Meu Samba”, gravado na Ilha do Itanhangá, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, que contou com as participações de Xande de Pilares (“Dono desse amor”), Alcione (“Amor falsificado”/”A loba”), Dilsinho (“Confiança”), Dudu Nobre (“20 de novembro”) e Vou Pro Sereno (“Como um caso de amor”).

Na TV, foi o vencedor da temporada 2018 do “Show dos Famosos”, quadro do “Domingão do Faustão”, da Globo, e participou da segunda temporada do programa “A Vila”, do Multishow. Em 2019, consagrou “Eu Mereço Ser Feliz” pelo Brasil e exterior. Realizou sua primeira turnê internacional, se apresentando em casas de show lotadas nos estados da Flórida, New Jersey e Massachusetts, nos EUA, além de Irlanda, Portugal e Itália, na Europa. A faixa ainda foi trilha sonora de um dos maiores sucessos dos últimos tempos da Globo, a novela das 19h, “Bom Sucesso”.

Hoje, vive um novo momento. No começo de 2020, lançou o EP “Mantra”, projeto de seis faixas produzidas pelo já amigo de velha data, Nélio Junior, e que conversa diretamente com o com o momento atual de muitos brasileiros que se encontram em situações adversas. Apesar das dificuldades, “Mantra” é um respiro em meio a tantos obstáculos. A faixa homônima, que abre o EP, já conta com mais de 2,6 milhões de visualizações no YouTube. No segundo semestre, trabalhou o EPs “Live Vol.1” e “Live Vol.2”, extraídos de sua primeira live, realizada no YouTube (em pandemia), contando com nove faixas ao vivo de versões de todo o seu repertório.

Além de cantor e compositor, Mumuzinho se dividiu nas tarefas de apresentador. Recentemente, comandou o programa “Só Toca Top Verão”, da Globo, ao lado da cantora Ludmilla e, em 2021, estreia como técnico do famoso reality de música da TV Globo, The Voice Brasil.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem