TOP TV WEB

Dos Traumas Do Sobrepeso Ao Título De Miss Brasil Plus Size 2020

   Dos Traumas Do Sobrepeso Ao Título De Miss Brasil Plus Size 2020

A volta por cima da Miss Talita Ribeiro após vencer um câncer e superar os traumas de uma vida marcada pelo Bullying

(Divulgação)

Desde a infância a Talita sofreu de gordofobia, passou anos tentando se encaixar em um padrão imposto pela sociedade, a ponto de usar cintas bem apertadas para não conseguir comer. Aos 28 anos estava grávida de sua segunda filha e durante essa gestação recebeu o diagnóstico de câncer maligno no colo do útero. Apesar de estar no estágio um da doença, sentiu muito medo de não sobreviver à isso, e acabou ressignificando muita coisa na vida e o quanto a sua luta para se encaixar em um padrão no qual  nunca esteve, era inútil e consumia sua saúde mental e física.

Depois de fazer as duas cirurgias e receber a confirmação de que estava curada do câncer, começou a desconstruir o preconceito que tinha dela mesma e decidiu fazer um ensaio fotográfico.

Durante o ensaio fotográfico foi muito elogiada e o resultado das fotos a surpreendeu bastante, conseguindo enxergar o quanto era linda e foi aí que sentiu vontade de empoderar outras mulheres que tem a mesma dificuldade que ela de se amar e de se aceitar do jeito que  é.

Por incentivo de muitas pessoas do convívio, resolveu se inscrever no Concurso Miss São Paulo Plus Size, para representar a cidade de Americana/SP. Por conta da pandemia os concursos estaduais e nacionais foram cancelados e a organização decidiu fazer o concurso de forma online, colocando todas as Misses para concorrer ao Miss Brasil Plus Size 2020.

A Miss se engajou e se jogou em todas as etapas, até conseguir chegar na final. Na final conseguiu ganhar com o discurso do quanto  odiava seu corpo e o quanto não aceitava as marcas que a vida trouxe,  se desconstruindo e entendendo que todas as marcas contam uma trajetória de vida e que nunca deve se envergonhar disso.

Hoje, o principal objetivo é poder servir de inspiração à todas às mulheres que sofrem com esses padrões de beleza, mostrando que elas podem e devem se amar, que não precisam esperar entrar em um padrão de corpo para isso e são lindas e maravilhosas exatamente do jeito que são.

 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem