TOP TV WEB

Empresas do interior de MG iniciam 2021 com crescimento da produção e na geração de empregos e alavancam expectativa de crescimento da indústria no estado. Mineiras Farmax e Amapá são exemplos na região Centro Oeste e planejam aumento de produção em torno de 20%

 Empresas do interior de MG iniciam 2021 com crescimento da produção e na geração de empregos e alavancam expectativa de crescimento da indústria no estado. Mineiras Farmax e Amapá são exemplos na região Centro Oeste e planejam aumento de produção em torno de 20%

(Divulgação)

O cenário econômico do Brasil, em geral, e de Minas Gerais, especificamente, sinalizam crescimento para 2021, segundo dados divulgados pela Fiemg - Federação das Indústrias do Estado de Minas. Tanto o país quanto o estado reagiram rapidamente diante dos impactos causados pela pandemia por coronavírus e, entre maio e setembro do último ano, a produção da indústria geral já acumulava alta de 37,5%. Em Minas, olhar especial para a produção e a geração de empregos nas cidades do interior, que certamente contribuíram para a expectativa de alta de 6% no PIB do setor industrial no estado. 

Na Regional Centro-Oeste, por exemplo, a indústria fechou 2020 com saldo positivo de empregos: de janeiro a outubro, o número era de 1.692 novos postos de trabalho. As mineiras Farmax e Amapá Instalações e Armazenagens são exemplos claros de alta na produção e empregabilidade, com expectativas igualmente positivas para 2021.


Produtora de farmacêuticos, cosméticos e higiene pessoal com 40 anos de atuação no país e América Latina, a Farmax segue neste ano com o otimismo de quem registrou 20% de crescimento em pleno ano de pandemia. As 320 novas contratações e a promoção de outros 217 colaboradores confirmam que a demanda por higiene e cuidados pessoais esteve em alta no ano em que a Covid-10 chegou ao Brasil. Com sede em Divinópolis, a Farmax planeja 40 lançamentos de produtos para 2021 e segue com vagas abertas para diversas áreas de atuação na empresa. Presente também em outros países na América Latina, a Farmax tem 10 marcas divididas em mais de 400 produtos nas linhas cosmética, farmacêutica, hospitalar e suplemento alimentar. Com a alta demanda em 2020, redirecionou a sua linha de produção e, em 36 horas, incorporou ao portfólio o álcool líquido 70%, assim como aumentou a produção de álcool em gel e sabonete líquido. Atualmente, a companhia abastece mais de 70 mil farmácias e milhares de supermercados e lojas de cosméticos em todo o Brasil através de grandes distribuidores e atacadistas.

 

Com 37 anos de fundação e sede no município de Cláudio, a Amapá inicia este ano com 560 colaboradores diretos e a expectativa de crescer sua produção em 14%. A empresa ajuda a posicionar a cidade de Cláudio no ranking das cidades do interior de Minas que mais contrataram durante o ano, sendo 667 novos empregos em 2020. Especializada em soluções para exposição, organização, armazenagem e estocagem, a Amapá produz gôndolas, racks, check outs, carrinhos, estantes, armários e porta pallets, entre outros produtos, tendo produzido mais de 20 mil toneladas durante a pandemia (de março a dezembro/2020). A previsão é investir mais de R$50 milhões em infraestrutura  entre 2021/2022, com meta de vendas de R$ 280 milhões só para este ano

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem