TOP TV WEB

Andança - Beth Carvalho o musical

   Andança - Beth Carvalho o musical

(Divulgação)

Em ano de jejum do Carnaval, musical que conta história da eterna Madrinha do Samba volta aos teatros Com texto de Rômulo Rodrigues, direção de Ernesto Piccolo e produção de Thiago Roderich, o musical “Andança - Beth Carvalho o musical” volta aos palcos do teatro, com estreia de 12 a 14  no Imperator, Zona Norte do Rio.

Com o intuito de proporcionar ao público um acalento por não ter tido Carnaval este ano e também matando as saudades da eterna Madrinha do Samba, o musical que faz homenagem a um dos maiores ícones da história de um dos maiores gêneros musicais do Brasil, retornar aos teatros com nova temporada, saudando a carreira musical da eterna cantora e compositora Beth Carvalho, que nos deixou em abril de 2019.

Depois de algumas temporadas durante dois anos em cartaz (de 2015 a 2017), o musical volta aos palcos com texto de Rômulo Rodrigues e a direção de Ernesto Piccolo.

Com produção de Thiago Roderich e Prama Comunicação, a direção musical do espetáculo conta com Rildo Hora e de Márcio Eduardo, onde serão exibidas para o público 45 músicas. Nos vocais, a peça conta com Pedro Lima e quem assina a direção de movimento é Sueli Guerra.

Com atuação de Eduarda Fadini, Stephanie Serrat, Renata Tavares e grande elenco, a peça conta com assinatura de Ney Madeira e Dani Vidal no figurino, colocando em ênfase o conceito realista, respeitando as transições de época que o espetáculo proporciona, coincidindo e respeitando todo o cenário, assinado por Clívia Cohen, que também passa por modificação de tempo pela narrativa da história. 

ANDANÇA – Beth Carvalho, o musical- A narrativa da peça.

Contando com 11 atores e 5 músicos em cena, o musical tem como ponto central a narrativa dos principais fatos da vida pessoal e profissional da ilustre e saudosa Beth Carvalho. Contando todas as fases de Beth, desde da época dos festivais de canção dos anos 60 as apresentações em programas de Rádio e TV, o espetáculo conta as várias descobertas de artistas de Beth, tais como Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz e Jorge Aragão. Seu amor pelo Carnaval também é abordado, a devoção a sua escola de samba de coração Estação Primeira de Mangueira e por um dos blocos mais famosos do Rio de Janeiro, Cacique de Ramos fazem parte do grande espetáculo. Carioca nata, uma questão bem presente na vida de Beth Carvalho além do Carnaval, era sua paixão por futebol e em especial, por seu time de coração Botafogo, que também é citado na apresentação. Outro ponto abordado é seu lado fã, a grande admiração da cantora por inúmeros nomes da música como Maria Bethânia, Nelson Cavaquinho e Cartola.

O retorno do espetáculo acontecerá no teatro Imperator - Centro Cultural João Nogueira e contará com a presença de alguns nomes ilustres do samba que fizeram parte da carreira da eterna Madrinha do Samba.

Serviços:

ANDANÇA – Beth Carvalho, o musical

Dias: 12 a 14 de março.

Horário: Sexta e Sábado às 20h e Domingo às 19h.

Local: Imperator - Centro Cultural João Nogueira - R. Dias da Cruz, 170 - Méier.

Valor do ingresso: 30,00 reais.

Vendas de ingresso: Sympla.

O espetáculo será realizado respeitando as novas regras exigidas pelo Ministério da Saúde e Vigilância Sanitária. 

Mais informações: (21) 99100-2431.


FICHA TÉCNICA DO ESPETÁCULO

Texto: Rômulo Rodrigues

Direção: Ernesto Piccolo

Direção Musical e Arranjo Instrumental: Rildo Hora e Márcio Eduardo Melo

Direção de Produção: Thiago Roderich

Diretor Assistente: Marcio Vieira

Atores: Eduarda Fadini / Beth madura Renata Tavares /Isaura André Magevski / Edson Cegonha Atila Soares /  Milton Nascimento e Cartola Bruno Ganem / Pai, Chacrinha e Sargentelli Douglas Vergueiro /  Zeca Pagodinho e Rildo Hora Mariana Cabral / Mãe e Maria Bethânia Paula Pardon / Enfermeira e chacrete Paulo

Ney / Martinho da Vila e Nelson CavaquinhoWal

Azzolini / Clementina de Jesus Carol Batista / stand in Beth jovem  Thiago Batotelli / ator e contrarregra

Músicos: Marcio Eduardo Melo (teclados), Andre Gonçalves (baixo), Rafael Prates (violão e cavaquinho), Caio Martins (percussão), Cássio Acioli (bateria)

Direção de Movimento e Coreografias: Sueli Guerra

Preparação e Arranjo Vocais: Pedro Lima

Cenografia: Clivia Cohen

Figurinos: Ney Madeira e Dani Vidal - Espetacular Produções & Artes Iluminação: Djalma Amaral

Produção: Romero Monteiro e Rômulo Rodrigues

Assistente de Produção: Guilherme Messias

Realização: Prama Comunicação e Roderich Produções

Assessoria de Imprensa: Thaise Lima 


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem