TOP TV WEB

Dia das Mulheres marcado pela conquista de espaços tradicionalmente masculinos e ações de solidariedade

   Dia das Mulheres marcado pela conquista de espaços tradicionalmente masculinos e ações de solidariedade

Para celebrar a data empresas mostram suas histórias com lideranças femininas, como a unidade da Hamburgueria Trade com 100% da equipe formada por mulheres e a Zahil onde trabalha a primeira brasileira especialista em vinhos certificada DipWSET, além das iniciativas Eno & Elas e Instituto Lékè que capacita e empodera mulheres em situação de vulnerabilidade

(Bianca Veratti DipWSEC, Diretora de Comunicação da Zahil-Divulgação)

Um dos temas que o Dia Internadional das Mulheres reforça e traz ao debate é a luta pela igualdade no mercado de trabalho. Lideranças femininas em lugares de destaque outrora reservados apenas aos homens ainda são exceções em histórias que precisam ser compartilhadas como incentivo, assim como iniciativas de solidariedade que têm como propósito a capacitação profissional.

Abaixo, quatro histórias que têm grandes mulheres como personagens:

Hamburgueria Tradi tem unidade 100% Girl Power

A Hamburgueria Tradi possui atualmente seis unidades na sua rede, entre lojas com salão e delivery. E em todas elas, equipes altamente treinadas trabalham tanto no atendimento junto ao público, como na operação de delivery. No entanto, é a loja do Morumbi que chama a atenção por um aspecto – há mais de um ano é totalmente operada por mulheres. E por lá, elas já bateram recordes de vendas.

“Aqui temos dois turnos com seis mulheres cada, que trabalham com o atendimento, cozinha, expedição do delivery, limpeza e organização”, conta Mônica Jimbo, líder da unidade, e   responsável por treiná-las. Mas o foco dela não é somente a questão profissional – Mônica tem um olhar mais aprofundado para cada colaboradora. “Eu ensino a elas que é preciso ter organização e amor em tudo o que fizerem na vida, porque só assim poderão se estruturar e alçar voos maiores, por isso, acho importante que aprendam cada função aqui na Tradi. Um dia, em algum momento, elas levarão isto pra vida”, explica a profissional.

Além disso, na unidade Morumbi, todas as colaboradoras são mães. Inclusive Débora Ferreira, que começou na Tradi há um ano como atendente e hoje é a chefe das cozinhas de salão e de delivery, função de grande responsabilidade. Não é para menos: são quase 5000 burgers saindo todos os meses. “Temos uma preocupação grande em manter a qualidade daquilo que entregamos, seja em mãos aqui na loja, seja via motoboy”, diz Mônica, que também é responsável pelo SAC Digital de todos os deliveries e pelo treinamento de líderes para as demais unidades da rede, além de ser a criadora das cartinhas e bilhetes com palavras carinhosas que saem da loja dentro dos pacotes. 

“Queremos que cada um tenha a sua experiência Tradi, com os burgers que têm sabores marcantes e que já fazem parte da história da marca, e essa equipe do Morumbi tem uma entrega fantástica nesse quesito”, conta Lierson Mattenhauer, um dos sócios da Tradi, que incentiva e promove a contratação de mulheres em seu quadro de funcionários.

“A nova unidade Tradi ZL foi toda treinada pela Mônica, que capacitou uma mulher para ser líder por lá também”, explica Lierson. A rede tem uma política de remuneração igual para homens e mulheres nas mesmas funções, e vem crescendo em número de unidades – já são seis, sendo que Lapa e ZL foram inauguradas ainda em 2020.

Zahil convoca lideranças femininas do mundo dos vinhos

a Zahil criou a campanha “A Taça É Delas”, uma ação que mergulha no universo feminino do mercado mundial dos vinhos por meio de representantes ilustres. A importadora convocou lideranças femininas da América Latina, Europa e Ásia, nomes de grande influência no setor, a participarem com mensagens de incentivo e recomendações para apreciadoras e profissionais brasileiras.

“Entendemos que o universo dos vinhos tem muito a ver com o universo feminino que é naturalmente detalhista e sensível, qualidades essenciais para apreciar as sutilezas presentes em uma taça de vinho”, explica Bicanca Veratti, especialista em vinhos DipWSET e Diretora de Comunicação da Zahil.

Em nome da Zahil, Bianca convidou algumas das maiores especialistas do mundo a enviarem sua contribuição a essa campanha, através de uma mensagem de incentivo para inspirar outras mulheres.

Uma das convidadas é Jeannie Cho Lee, da Coreia do Sul, que, em 2008, foi a primeira Master of Wine nativa da Ásia. Ela é autora de livros, educadora, apresentadora e jurada em concursos de vinho. Recentemente tornou-se membro da exclusiva Académie Internationale du Vin. Em parte de sua mensagem para as brasileiras ela recomenda: “pratique sem parar até atingir o seu objetivo, seja ele grande ou pequeno. E lembre-se que o importante não é o destino, mas a jornada através da prática, do aprendizado e do crescimento, que traz, por fim, felicidade e significado para sua vida”.

Outro exemplo de inspiração é Queena Wong, da Inglaterra, como apreciadora e colecionadora de vinhos. Enquanto Jeannie buscou falar com as profissionais, Queena direciona sua mensagem às consumidoras e apreciadoras, como ela. “A confiança de uma consumidora no vinho consiste em estar confortável com seu próprio paladar. A compra de vinhos finos ainda deve girar em torno do que você gosta de beber, a menos que deseje investir”.

Entre as convocadas também estão mulheres produtoras de vinho icônicos importados pela Zahil que, além de colaborarem com a campanha “A Taça É Delas” contando suas trajetórias, também indicam rótulos produzidos por elas.

Miriam Caporalli, da Toscana (Itália), é co-proprietária da casa “Tenuta Valdipiatta”, onde orgulha-se em dar continuidade a uma tradição e filosofia de sustentabilidade implantando o cultivo orgânico dos vinhedos. Nascida em Roma, para poder conduzir a vinícola, formou-se em enologia na renomada Universidade de Bordeaux. A indicação de Miriam é o “Tenuta Valdipiatta - Vino Nobile di Montepulciano”.

Também entre as produtoras convidadas está Beatriz Cabral Almeida, que fez história no Dão (Portugal), onde comanda a “Quinta dos Carvalhais”. Natural do Porto, iniciou sua carreira estudando microbiologia, contudo, o interesse pelo mundo dos vinhos a levou a cursar um mestrado em Viticultura e Enologia e, desde 2007, faz parte da equipe da Sogrape Vinhos. Ela indica o “Quinta dos Carvalhais Touriga Nacional”.

Zahil apoia o projeto Eno & Elas

Com um propósito tão nobre, a campanha “A Taça É Delas” não poderia deixar de ter em sua agenda uma iniciativa de solidariedade com mulheres em situação de vulnerabilidade. Por isso, a Zahil oficializou o seu apoio ao projeto “Eno & Elas” da escola Enocultura, que tem o objetivo de auxiliar na formação e estimular o interesse em uma carreira no mundo do vinho.

Foram selecionadas 15 mulheres, com o apoio do Instituto Ser+ e Instituto Capim Santo. Elas passarão por cinco etapas de instrução, incluindo a formação no Nível 2 em Vinhos da “Wine & Spirits Education Trust” (WSET L2), uma certificação internacional reconhecida em mais de 100 países.

“Todos nós, da Zahil, temos um orgulho imenso de ser uma empresa parceira deste projeto e eu, especialmente, por ser uma das professoras a ministrar o WSET L2 para este grupo de novas profissionais. Oferecer a elas uma certificação tão importante para o início da carreira está em total sinergia com o propósito  de educação defendido pela Zahil e representa um caminho à conquista de novos espaços pelas mulheres nesse universo”, celebra Bianca Veratti DipWSET.

Instituto Lékè da assistência emocional, jurídica e de capacitação

A executiva do Turismo Janaína Araújo, acaba de lançar o Instituto Lékè voltado para o empoderamento de mulheres em situação de vulnerabilidade social por meio de assistência emocional, jurídica e cursos de capacitação.

Inicialmente os cursos serão virtuais englobando temas sobre empreendedorismo, cidadania e finanças. Paralelamente serão disponibilizados, através de uma plataforma digital, encontros quinzenais nos quais psicólogos e psicanalistas acolherão mulheres que desejam cada vez mais se desenvolver pessoalmente, em busca de um maior entendimento e equilíbrio de suas emoções, ações e objetivos.

A meta é capacitar 30 mil mulheres, indicadas por ONGs e lideranças comunitárias de todo o Brasil, ao longo dos próximos quatro anos.

Segundo estudos realizados no fim do ano passado, as mulheres foram as mais afetadas emocionalmente durante a pandemia, respondendo por 40,5% de sintomas de depressão, 34,9% de ansiedade e 37,3% de estresse. O Léke, cujo nome em iorubá significa “Aquela que vive no Topo” nasceu justamente para elevar a autoestima dessas mulheres as preparando para alçar voos mais altos não só no campo pessoal, mas profissional”, afirma Janaína.

Sendo assim, já está no ar o projeto “Elas por Elas - porta de entrada” (https://app.nutror.com/v3/curso/d0108a142797cfd1f4e632a8b588f98bdc824b65/elas-por-elas-porta-de-entrada/aula/2210310)  que tem como meta auxiliar 5000 mulheres remotamente num prazo de 24 meses e oferecer, num segundo momento, 1000 cursos profissionalizantes nas áreas  de beleza e serviços gerais. ‘Acreditamos que quando elas despertarem a consciência sobre elas mesmas, conseguirão melhorar suas relações no trabalho e com as pessoas que convivem”, finaliza Janaína Araújo.

Para saber mais:

Hamburgueria Tradi

Site: https://www.hamburgueriatradi.com.br/

Facebook: @hamburgueriatradi

Instagram: @hamburgueriatradi

Zahil

Site: www.zahil.com.br

Facebook: @zahilsp

Instagram: @zahilvinhos

Instituto Lékè

Site: www.institutoleke.org

Instagram: @institutoleke

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem