TOP TV WEB

Educomunicação como motor do desenvolvimento comunitário

   Educomunicação como motor do desenvolvimento comunitário

*Alexandre Le Voci Sayad, jornalista, educador e palestrante no Festival Oikonomia

(Alexandre Le Voci Sayad-Divulgação)


Quando observamos uma cidade da janela de um avião, é possível notar pontos, que são ligados por traços. Edifícios, casas, praças e parques conectados por vielas, ruas e avenidas. A luz dos postes e dos carros dão a ideia de movimento. Lembra, inclusive, as simulações em computador para as sinapses cerebrais, conectando os neurônios por seus dendritos e axônios, que transportam estímulos elétricos. A cidade vista de cima é a imagem mais explícita que podemos ter de uma rede viva e em pleno vapor.

De outra forma, quando pensamos na comunidade em que vivemos e seus desafios, muitas vezes, não a conseguimos visualizar tão bem como a fotografia aérea - afinal, estamos "dentro" dela. Perde-se o olhar sistêmico, distanciado. Torna-se comum lembrarmos da escola, da praça, do centro cultural, da biblioteca e do posto de saúde como pontos isolados. A figuração das conexões é um exercício de imaginação.

Por mais ativa que uma comunidade seja, se não há interação entre seus pontos, sua identidade coletiva também fica comprometida. O papel da educomunicação na comunidade tem sido justamente torná-la visível e, portanto, significativa. São as ações com mídia e educação que tornam possíveis a criação de conexões visíveis entre entes, potencializando seu caráter educativo e estimulando seu desenvolvimento político e econômico.

As práticas e a pesquisa têm mostrado que as ações educomunicativas redesenham o ecossistema de comunicação das comunidades. Pavimentam os caminhos da expressão tal qual ruas e avenidas tornam-se aptas para a movimentação das pessoas. Torna visível o que antes era evidente: o coletivo. São motores das suas ações diárias.

Essa reflexão, sobre enxergar a educomunicação como um dos principais motores do desenvolvimento da comunidade, será abordada com mais profundidade em uma mesa de debate, na qual eu vou participar, durante o Festival Oikonomia, projeto de imersão em economia criativa, educomunicação e cultura. Acontece entre os dias 28 e 30 de abril, de forma totalmente online e gratuita, e já está com inscrições abertas no endereço http://forms.gle/kkcBazqDi6wEX6fm6.

*Alexandre Le Voci Sayad é jornalista e educador, diretor da ZeitGeist e co-chairman internacional da aliança internacional da UNESCO em educação midiática, a UNESCO MIL Alliance. É colunista de A Gazeta do Povo e da Revista Educação e autor do livro "Idade Mídia - A Comunicação Reinventada na Escola", entre outros. É apresentador do programa "Idade Mídia", no Canal Futura e do canal MídiaMundo no Youtube. É membro do conselho consultivo do programa Educamídia e do conselho científico da revista acadêmica Comunicar (Universidad de Huelva, Espanha). É também pesquisador em Inteligência Artificial e Ética da PUC-SP.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem