TOP TV WEB

Mais sensibilidade e menos traumas para as crianças

  Mais sensibilidade e menos traumas para as crianças

Para celebrar o Dia Nacional do Livro Infantil, autora publica livro sobre a morte da Dona Baratinha

(Divulgação)

Em homenagem ao pai da literatura infantil brasileira, Monteiro Lobato, foi instituído o dia 18 de abril (data natalícia do escritor) para representar o Dia Nacional do Livro Infantil. E para comemorar este importante evento, a jornalista e escritora Mayara Vellardi, 35 anos, publicou de forma independente a obra intitulada: “O velório da Dona Baratinha”.

A criação literária conta a história de Pedrinho, um menino de 6 anos esperto e sensível, que passa por um momento muito delicado ao lado de sua família: a perda de uma prima muito querida. Após compreender melhor sobre a morte e a dor da despedida, ele se depara com uma situação inusitada em sua própria casa, ensinando aos pais que uma criança não deve ser poupada desse tipo de notícia e sim instruída com muito amor, carinho e sensibilidade para que se prepare emocionalmente para enfrentar essas situações quando ocorrerem,pois mesmo que seja algo muito triste, faz parte da natureza e da lógica da vida.

De acordo com a escritora, o intuito ao escrever a obra é de auxiliar as famílias a se conscientizarem da importância na abordagem sobre o tema morte da forma mais natural possível para que as crianças não cresçam com traumas e questões mal resolvidas perante esta inevitável condição humana.

“O velório da Dona Baratinha”, assim como os demais livros de Mayara,podem ser adquiridos em formato e-book pela Amazon ou ainda acessados de forma gratuita para quem tem faz parte do programa Kindle Ilimitado.

Além desta obra, a escritora possui outras criações, dentre elas, o livro infantojuvenil “E se eu não existisse?” que aborda de forma sutil a questão do suicídio e da depressão na infância e na adolescência, a obra “Eu vou estar... te esperando. Escreve aí!” baseada na canção “Te esperando” do compositor Bruno Caliman e interpretada por Luan Santana, que alerta sobre os perigos do abuso emocional e o e-book “Aceitação” que retrata o preconceito,demonstrando que não existem padrões de beleza ideais e desenvolve o conceito de que ser diferente é normal.

Para mais informações: imprensa@mayaravellardi.com / (43) 99607-7585

Portal: https://www.mayaravellardi.com

Redes sociais da escritora: @mayaravellardi

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem