TOP TV WEB

Bruno De Luca e Ariadna falam sobre preconceito sofrido por pessoas trans em live: "Hoje sou forte por tudo que passei"

   Bruno De Luca e Ariadna falam sobre preconceito sofrido por pessoas trans em live: "Hoje sou forte por tudo que passei"

(Divulgação)

O debate iniciado pelas participantes do ‘No Limite’, Irís Stefanelli e Ariadna Arantes, ainda rendeu mais assunto na live do apresentador Bruno De Luca, que abriu espaço para o tema tão necessário. A transmissão aconteceu na última quarta-feira (28), pelo instagram do Multishow, que sempre recebe os eliminados da semana do reality. Na conversa, Ariadna voltou a abordar o tema.

"Todos os dias sai nos jornais que mulheres trans são assassinadas, que mulheres trans não conseguem emprego, tem que se prostituir, são expulsas de casa. Eu vivi todas essas experiências. Fui expulsa de casa com 14 anos, eu sofri tentativa de assassinato dentro da minha família, fui acusada de roubo dentro da minha família sem eu ter roubado, fui estuprada duas vezes, tive que me prostituir. Isso não faz de mim uma pessoa cruel, ruim, psicopata, mas eu sei a minha história, sei o que eu vivi”, afirma Ariadna.

“Quando compartilho isso com vocês, não to falando para me sentir vítima, estou contando a minha história. Se hoje sou uma pessoa forte, foi por tudo que eu passei. E se você escuta isso de mim, não vai vir me falar 'ai Ariadna, será que é verdade mesmo?'. Pelo amor de deus. É chato ter que ficar explicando coisas que estão na mídia, na TV e na internet o tempo todo. Não vê quem não quer”, disse a participante.

Bruno compreende a fala de Ariadna: “Muitas pessoas não entendem o que você passou, o que pessoas trans passam e falam esse tipo de coisa 'ah podia ter estudado’”, disse o apresentador.

A discussão entre Íris e Ariadna começou durante um debate no programa sobre prostituição. "Ontem a Ariadna contou um pouco da vida dela. Uma vida muito difícil e foi de doer o coração. Aí, hoje, na discussão sobre prostituição entre homens e mulheres, eu falei 'gente, tem que tentar caminho pra vida menos arriscado", disse a loira enquanto falava sozinha com a produção.

Depois, já no acampamento, Íris voltou a falar sobre o assunto ao afirmar que era preciso focar nos estudos e até prestar concurso para fugir do mundo da prostituição. A fala de Íris incomodou Ariadna, que não gostou nada de ver a colega de elenco julgando as escolhas de vida das pessoas. “Amiga, não julga. Isso é julgamento... Eu fui entregar currículo, corri atrás, mas ninguém aceitava, não tinha nada e você acha que eu fui pra onde para não ser posta fora de casa? Lá para a esquina de onde eu morava. Eu tive opção? Não tive opção”, rebateu a maquiadora.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem