TOP TV WEB

Campanha #TamoJunto reforça o contato humano durante a pandemia

      Campanha #TamoJunto reforça o contato humano durante a pandemia 

(Divulgação)

Além de falar da importância do contato humano independentemente da proximidade física, a campanha convida as pessoas a se tornarem voluntárias e divulga o serviço oferecido gratuitamente  

Inscrições para cursos gratuitos estão abertas para voluntários nas cidades de Uberlândia, Uberaba, Montes Claros, Ipatinga, Juiz de Fora e Alfenas 

 

O Centro de Valorização à Vida (CVV), que atua há 59 anos com base no contato humano como forma de apoio emocional, prevenção do suicídio e manutenção da saúde das pessoas, adaptado ao momento de distanciamento social ocasionado pela pandemia de Covid-19, lança uma campanha de divulgação intitulada #TamoJunto.  

 

O objetivo da campanha #TamoJunto é reforçar o atendimento ininterrupto por 24h diárias, disponibilizando mais voluntários para conversar com quem sente que precisa de ajuda com seus sentimentos e emoções, independentemente do contato físico. Por isso, ao mesmo tempo em que divulga o serviço oferecido gratuitamente pelo telefone 188 ou na internet (www.cvv.org.br), também convida as pessoas a se tornarem voluntárias.  

 

De acordo com o voluntário e porta-voz do CVV, Carlos Correia, em fevereiro de 2020, antes do isolamento social, somente 8% dos atendimentos eram realizados de maneira remota e, dois meses depois, já representava mais de 60% dos atendimentos. “Conseguimos agir muito rápido para evitar que as pessoas que nos procuram recebam apoio emocional. Apesar de muitos voluntários não terem se adaptado ao atendimento remoto, até hoje, os que continuam doando de seu tempo para ouvir, fazem plantões extras para ajudar nesse momento atípico. Não é a primeira vez nos 59 anos do CVV em que vemos os voluntários se doando ainda mais em momentos críticos”, comenta Carlos.  

 

Para aumentar a capacidade de atendimento, os postos do CVV realizam periodicamente os Cursos Gratuitos de Capacitação e Seleção para novos Voluntários, no qual os candidatos são treinados e selecionados ao longo de cerca de dois meses. Quase todos os postos adaptaram o Curso para o modelo remoto, garantindo segurança a todos participantes, sem deixar de atrair novas pessoas à equipe. 

 

CVV precisa de novos voluntários 

 

Para ampliar a capacidade de novos voluntários e o atendimento às pessoas nos Postos CVV de Uberlândia, Uberaba, Montes Claros, Ipatinga, Juiz de Fora e Alfenas, mais um curso gratuito de capacitação e seleção para novos Voluntários será ministrado nos dias 12 e 13 de junho, das 8h30 às 13h, pela plataforma Zoom. O treinamento dura em média cerca de dois meses. “Falamos que pessoas precisam de pessoas, pois esse é a nossa forma de oferecer apoio emocional, pessoas interagindo e se apoiando. Sem voluntários, o CVV não existe”, ressalta Carlos. 

 

Para compor esse time solidário, basta ter pelo menos 18 anos de idade, tempo disponível para os plantões semanais e estar disposto a acolher pessoas que precisam conversar de maneira sigilosa. Não é necessário formação específica além do curso que o CVV oferece, pois a entidade realiza apoio emocional, e não atendimento psicológico ou psiquiátrico. “Nossas atividades são todas realizadas por voluntários devidamente preparados, com ênfase nas relações humanas. É uma conversa de uma pessoa com outra pessoa, sigilosa e anônima,” enfatiza Adriana Rizzo, voluntária do CVV há mais de 20 anos. 

 

Inscrições 


As inscrições para o curso podem ser feitas pelo Sympla (link https://bityli.com/s1KBo). 

 

Aos interessados em entender melhor o que é se tornar um voluntário do CVV, há um vídeo de dois minutos que explica o assunto - https://www.youtube.com/watch?v=fMj8IQ44yW4 

 

A entidade é independente, sem vínculos políticos, religiosos, com a iniciativa privada ou outras instituições. Possui um convênio com o Ministério da Saúde para operação do telefone 188 sem comprometer sua independência de atuação. 

 

Sobre o CVV 


O CVV presta serviço voluntário e gratuito de prevenção do suicídio e apoio emocional para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo. Os mais de 3 milhões de atendimentos de 2020 foram realizados por cerca de 4.000 voluntários em mais de 120 postos de atendimento pelo telefone 188 (sem custo de ligação), ou pelo www.cvv.org.br via chat, e-mail ou carta. A entidade realiza também ações presenciais (temporariamente suspensas devido à pandemia), como palestras, Curso de Escutatória e grupos de apoio a sobreviventes do suicídio – GASS (https://www.cvv.org.br/cvv-comunidade/), frentes essas que geraram 2,8 milhões de contatos em 2019. O CVV é uma entidade financeira e administrativamente independente, mantendo-se por meio de doações de pessoas físicas e jurídicas – para colaborar, acesse https://www.cvv.org.br/colabore.  

 

Sobre o suicídio 


* O suicídio é um problema de saúde pública que mata pelo menos um brasileiro a cada 45 minutos, mais do que o HIV e muitos tipos de câncer. O movimento Setembro Amarelo, iniciativa brasileira para ampliar o impacto do dia 10 de setembro, dia mundial de prevenção do suicídio, foi iniciado em 2015 para sensibilizar e conscientizar a população sobre a questão – www.setembroamarelo.org.br 


* Dados do Ministério da Saúde. 

 

Mais informações :

cvv.org.br   

facebook.com/cvvoficial 

instagram.com/cvvoficial/  

twitter.com/CVVoficial.  

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem