TOP TV WEB

CORA E ADÉLIA, RECEITA DE POESIA EM UM DEDO DE PROSA

  CORA E ADÉLIA, RECEITA DE POESIA EM UM DEDO DE PROSA  

 A PARTIR DO DIA 20 DE MAIO EM ASILOS PÚBLICOS E CASAS DE ACOLHIMENTO PELA LEI ALDIR BLANC

 

Sônia de Paulo e Nica Bomfim interpretam obras de Cora Coralina e Adélia Prado

 

 

Governo Federal, Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, através da Lei Aldir Blanc apresentam Cora e Adélia – Receita de Poesia em um Dedo de Prosa.

 

Ao longo dos meses de maio e junho, o sarau será apresentado em casas de acolhimento e asilos públicos do município do Rio de Janeiro.

 

Em cena, duas atrizes, contam como foi o encontro das duas até chegarem nas obras das poetisas Cora Coralina e Adélia Prado e resolvem fazer um sarau literário para juntar as duas. Lembram passagens românticas, comoventes, alegres e divertidas. O real encontro das obras se dá por meio dos textos: uma completa o pensamento da outra, com continuidade e trazendo respostas.

 

Cora Coralina, goiana, mulher simples, doceira de profissão, tendo vivido longe dos grandes centros urbanos, alheia a modismos literários, produziu uma obra poética rica em motivos do cotidiano do interior brasileiro, em particular dos becos e ruas históricas de Goiás. Adélia Prado, mineira, reúne em sua prosa e em sua poesia temas recorrentes da vida de província, a moça que arruma a cozinha, a missa, um certo cheiro do mato, vizinhos, a gente de lá.

 

Ao promover o encontro de duas vidas similares, de mulheres à frente de seu tempo, o espetáculo também presta seu tributo às mulheres que superaram dificuldades e preconceitos para expor sua arte, mostrando ao mundo como observavam a vida que as rodeava.


(Divulgação)


Trajetória

 

Após passar por São Paulo, Juiz de Fora, Fortaleza, Brasília e Orlândia (SP) o sarau literário Cora e Adélia, Receita de Poesia em Um Dedo de Prosa, que estreou em 2014, realizou tournée nacional com apresentações em cinco academias literárias do nordeste em 2018. As sessões, que contarão com a musicista Cecilia Beraba, acontecem nas datas e horários abaixo. Os ingressos serão gratuitos e disponibilizados em cada academia no dia da apresentação com uma hora de antecedência. Em 2020 o sarau foi gravado em vídeo, cada atriz em sua casa.

 

Em publicação no site G1, o total de idosos em abrigos públicos subiu 33% ao longo dos últimos cinco anos. Durante a pandemia, as visitas foram suspensas e o resultado é que eles começaram a se sentir muito solitários.

 

Como atriz e produtora do sarau, Sônia se sentiu sensibilizada com esta situação, e levará um pouco de cuidado, arte, inspiração e afeto para essas pessoas. Como já temos o sarau gravado, vamos beneficiar as instituições de longa permanência, que não têm condições de oferecer atrações culturais para os moradores.

 

Assim, em 2021, através da Lei Aldir Blanc, o sarau foi selecionado pelo edital #retomadaculturalrj – Produção Cultural, para realizar 20 apresentações em casas de acolhimento e asilos públicos com seus moradores já vacinados. O espetáculo será apresentado em vídeo, com a presença da atriz Sônia de Paula, já vacinada, e mesmo assim haverá máscara, cuidado maior com o afastamento entre as pessoas e limpeza com álcool em gel. Cada asilo receberá 2 apresentações.

 

Entre os asilos que serão beneficiados estão Doce Morada, Caminho Da Felicidade, Associação Cristã Espirita, Lar Pedro Richard, Central De Recepção De Idosos Pastor Carlos Portela, Unidade Municipal De Reinserção Social Floriano De Lemos, Espaço Taquara, Unidade Municipal De Reinserção Social Maria Vieira Bazani, Unidade Municipal De Reinserção Social Dina Sfat entre outros. O início das atividades está marcado para dia 20 de maio na Unidade Municipal Social Maria Vieira Bazani. No dia 21 será realizado na Unidade Social Floriano de Lemos e no Espaço Taquara. As demais unidades estão listadas na tabela abaixo:

 

clip_image002

(Divulgação)

 

Há oito anos, Sônia de Paula e o produtor Marcelo Aouila realizam o projeto “Lê Pra Mim?”, voltado para crianças. Com Cora e Adélia, a proposta é estender o incentivo à leitura também para os adultos. “Vamos atingir um público que espera escutar, na voz de duas atrizes, com a entonação correta e movimentos estudados, os textos de duas grandes poetisas”, afirmam. Este é mais um projeto sócio-cultural de incentivo à leitura realizada pela produtora SOMAR IDEIAS.

 

Perfil

 

Sônia de Paula - Atriz e produtora teatral. Na TV, coleciona trabalhos como A Patota (quando estreou, em 1972), Estúpido Cupido, Chega Mais, Meus Filhos Minha Vida, Lua Cheia de Amor, Mulheres de Areia, Explode Coração, Beleza Pura, Caras e Bocas e A Indomada, além dos seriados Procurando Casseta e Planeta e Os Normais e do infantil Sítio do Picapau Amarelo. No cinema, atuou em Embalos Alucinantes, A Noiva da Cidade, O Monstro Trapalhão, Índia – A Filha do Sol e As Meninas, entre outras produções. Há 20 anos vem se dedicado ao teatro infantil, atuando e produzindo montagens como O Casamento de Dona Baratinha, Barrinho o menino de barro e A Cigarra e a Formiga, entre outras. No teatro adulto, atuou em A Secretária do Presidente em 2009.

 

Nica Bomfim - Começou no teatro com Putz, A Menina Que Buscava O Sol (1979). Depois, atuou em Sandra Na Terra do Antes, A Fábrica dos Sonhos, Carnaval de Sereias e Ventos, entre outras produções. Na TV, estreou em 1988, com O Primo Basílio. Também integrou o elenco de História de Amor, Anjo Mau, Suave Veneno, O Clone, Bang Bang, Eterna Magia, Escrito nas Estrelas e Amor Eterno Amor, além da série A Diarista e do humorístico Zorra Total. No cinema, esteve nos filmes Por Incrível Que Pareça Romance da Empregada, Luar Sobre Parador e Faca de Dois Gumes.

 

Rafaela Amado – Filha da atriz Camila Amado, começou no teatro, em cena, nos anos 1990. Depois passou à assistência de direção, onde construiu sua carreira durante 20 anos, tem montagens como As Mulheres de Grey Gardens e A Arte e A Maneira de Abordar Seu Chefe Para Pedir Um Aumento. Mais recentemente, passou à direção, co-assinando com Leonardo Neto O Bom Canário e dirigindo o musical Na Bagunça do Teu Coração.  Também dirigiu o infantil A Peça do Gordinho, além de Edukators e Jardim Secreto.

 

Equipe técnica

 

Textos de Cora Coralina e Adélia Prado

Elenco: Sônia de Paula e Nica Bomfim

Compilação e Direção: Rafaela Amado

Direção Musical: Marcelo Alonso Neves

Texto abertura: Marcelo Aouila

Musicista: Cecília Beraba

Ambientação: Mercelo Aouila

Figurino: Julieta Aouila

Fotos de divulgação: Giúlia Oliveira

Fotos de cena: Rogério Belório

Produção Executiva: Marcelo Aouila

Idealização: Sônia de Paula

Realização: Somar Ideias

 

Serviço

 

CORA E ADÉLIA

RECEITA DE POESIA EM UM DEDO DE PROSA

Sarau Literário das obras de Cora Coralina e Adélia Prado.

Com Sônia de Paula e Nica Bomfim.

Direção, pesquisa e seleção dos poemas: Rafaela Amado.

Musicista: Cecília Beraba

Local: Asilos Públicos e Casas de Acolhimento da Prefeitura do Rio

Data: de 20 a 31 de maio de 2021

Ingressos: Gratuito

Capacidade: 100 lugares por apresentação

Acessibilidade: Intérprete de LIBRAS em todos os saraus

Outras Informações: http://coraeadelia.blogspot.com.br

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem