TOP TV WEB

Mais de 6 mil profissionais de saúde buscam apoio em formação sobre intubação de pacientes com Covid-19

     Mais de 6 mil profissionais de saúde buscam apoio em formação sobre intubação de pacientes com Covid-19

Curso gratuito oferecido por startup especializada em saúde é uma saída para melhorar o desempenho e contribuir no tratamento de pacientes com a forma grave da doença

(Divulgação)

No meio da maior crise de saúde do século, o alongamento da pandemia e a situação crítica que o Brasil ainda vive tem exigido muito dos profissionais de saúde. Além das longas jornadas e pressão psicológica, eles ainda buscam apoio na formação para lidar com o tratamento dos pacientes com Covid-19, principalmente nos casos mais graves da doença. Foi neste cenário que a Sanar, uma startup especializada em soluções e saúde, lançou um curso gratuito com orientações sobre o procedimento de intubação, utilização dos insumos do ‘Kit Intubação’ e análise de casos práticos, com especialistas que estão na linha de frente. Em menos de um mês, mais de 6 mil profissionais de todo o Brasil já se inscreveram e estão cursando ou concluíram as aulas.


O curso “Uso racional de sedação, analgesia e BNM em pacientes com COVID19” foi uma forma encontrada pela empresa para colaborar no enfrentamento da pandemia e na preservação de vidas, entregando conteúdo técnico e prático de forma assertiva, com um carga horária de 3h, totalmente online e gratuito. A ideia é que o material seja utilizado por profissionais que ainda tem pouca experiência em urgência e emergência e estão atuando nesta área diante da pandemia. Para o coordenador da iniciativa, o médico pneumologista do Hospital das Clínicas da USP em São Paulo, Felipe Marques, essa é uma oportunidade de se aproximar e apoiar os profissionais. “O conteúdo é baseado na resolução de casos clínicos com perguntas e respostas, trazendo informações rápidas e decisivas para melhor uso dos medicamentos e realização dos procedimentos”, destaca Marques. As inscrições devem ser feitas em http://sanar.link/curso-kitintubacao, com o preenchimento do formulário. "Nossa ideia é contribuir com quem pode salvar vidas, já que cada vida é muito importante”, finaliza o pneumologista.


Assunto foi debatido na CPI da Covid no Senado Federal


A CPI da Covid, em andamento no Senado Federal, questionou o ministro da saúde sobre a necessidade da oferta de treinamentos e apoio para os profissionais de saúde que estão enfrentando a rotina nas UTIs neste momento da pandemia. Em uma de suas falas, o senador Eduardo Braga, do MDB do Amazonas, defendeu a existência de mais treinamentos para os médicos que estão diariamente atuando no procedimento de intubação, diante do cenário de alta mortalidade em pacientes que chegam no nível crítico da doença. “O Brasil precisa urgentemente colocar [em] suas Universidades Federais um plano de reciclagem e treinamento para os médicos, que nem todos são intensivistas, nem todos são anestesistas, portanto com ampla experiência em intubação e pela pandemia estão atuando nas UTIs fazendo intubação. E nós em um ano, dois meses e dez dias não conseguimos lançar um programa de treinamento e reciclagem desses profissionais. Enquanto isso, brasileiros estão sofrendo nas UTIs e estão morrendo”, pontuou.


Em sua resposta, o ministro da saúde, Marcelo Queiroga, disse que está trabalhando nesta iniciativa em parceria com o Ministério da Educação, mas não detalhou as ações. “Temos uma nota técnica, [que] já está divulgada no site do Ministério, acerca de aspectos técnicos. Mas, muito mais do que uma nota técnica, isso é um procedimento prático, que é necessário que o médico treine”, declarou o ministro. No Brasil, existem cerca de 7 mil médicos intensivistas e, com os novos leitos, a demanda real durante a pandemia seria de 26 mil profissionais. Muitos médicos, fisioterapeutas e enfermeiros foram deslocados para atuar nas unidades por extrema necessidade e a qualificação destes profissionais é um apoio importante no combate à pandemia. 


Sobre o curso

Inscrições Gratuitas

Pelo site http://sanar.link/curso-kitintubacao


Carga horária
3h, três aulas de 60 minutos

Conteúdo
Reconhecimento da insuficiência respiratória e drogas utilizadas na intubação orotraqueal; Uso racional de sedação, analgesia e BNM em pacientes intubados; Desmame adequado de sedação, analgesia e BNM.


Especialistas

  • Felipe Marques da Costa, médico pneumologista e moderador do curso

  • José Victor Gomes Costa, médico emergencista

  • Heleno de Paiva Oliveira, médico anestesiologista 

  • José Victor Gomes Costa, médico intensivista

  • Juliana Ribeiro de Sousa, fisioterapeuta especialista em emergência


Fonte para entrevista


Felipe Marques da Costa


Graduado pela Universidade Federal do Ceará, residência em Pneumologia pelo HC-FMUSP (2016), preceptor do serviço de pneumologia HC-FMUSP (2017), especialista em Terapia Intensiva HC-FMUSP (2018) e Doença Pulmonar Intersticial, Líder da equipe COPAN de pneumologia no Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo. Coordenador da Pós- Graduação em Medicina.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem