TOP TV WEB

“O cinema e a publicidade não pararam e nem podem parar”, afirma médica especialista em protocolos de segurança contra a covid-19 em produções audiovisuais

  “O cinema e a publicidade não pararam e nem podem parar”, afirma médica especialista em protocolos de segurança contra a covid-19 em produções audiovisuais

A médica, professora e influencer Alicya Scavello presta consultoria sobre biossegurança para produtoras e afirma que a Covid-19 impôs rotina de cuidados que deverá continuar mesmo após a pandemia

(Divulgação)

A indústria do audiovisual, que não parou durante a pandemia, teve que se adaptar ao "novo normal''.  Inicialmente, diversas gravações ao redor do mundo foram paralisadas com a pandemia do novo coronavírus, entretanto, após um longo período de pandemia, as produtoras se viram obrigadas a retomar os trabalhos. Isso ocorreu nas gravações de novelas, filmes, séries e nas campanhas publicitárias, afinal, nunca se passou tanto tempo em casa e, consequentemente, em frente às telas, o que gerou crescimento da demanda para estes produtos. “O cinema e toda a indústria audiovisual apresentaram um ‘Boom’ durante a pandemia, com todos em casa a demanda por consumo visual cresceu bastante, desta forma a indústria teve que se  adequar à nova realidade, ao ‘novo normal’. O que mudou foram os processos e cuidados durante as filmagens, que se tornaram mais rígidos, seguindo um protocolo”, afirma a médica Alicya Scavello, que oferece consultoria sobre protocolos de segurança contra a Covid-19 para esta indústria. Ela já trabalhou em produções da Netflix, de grandes marcas como PicPay, O Boticário e de artistas como Ana Vitória e Manu Gavassi. Alicya entrou neste segmento por ser, além de médica, escritora e ter formação artística pela Casa de Artes e Laranjeiras, no Rio de Janeiro. Sem contar os motivos pessoais: ela perdeu 4 familiares para a doença e seu pai ficou internado em estado grave por 15 dias. ”Tudo isso só me fez ter mais atenção e comprometimento com a biossegurança de todo o ambiente de trabalho”, afirma a médica e influencer. Desde que a pandemia começou,  ela vive intensamente e diariamente a Covid-19, como médica e como familiar de pacientes.

O elenco e todo o staff precisam realizar testes periódicos, todo material deve ser higienizado, atores que precisam ficar sem máscara por motivos artísticos devem permanecer em áreas delimitadas no SET de filmagem, bem como é feito o mapeamento de áreas de risco nas zonas de filmagem, conforme o risco de contaminação. As máscaras podem ser retiradas apenas para tomar água e realizar refeições, o que deve ser feito em ambiente destinado a este fim, com distanciamento dos demais integrantes da equipe em locais e horários previamente estabelecidos. A maquiagem é feita de forma individualizada com utensílios separados para cada ator. Estas são algumas das diretrizes estabelecidas pelos sindicatos e entidades ligadas à categoria. No entanto, segundo Alicya, o monitoramento tem que ser constante. “Aqui o próprio sindicato do cinema e as autoridades de saúde desenvolveram um protocolo de segurança que tem sido executado pelas produtoras mais sérias, como este vírus é novo, estamos aprendendo a lidar com ele diariamente, por isso os cuidados são constantes”, explica. Ela ajuda as equipes a aplicarem corretamente as regras, a realizarem as testagens e a preencherem os formulários requisitados aos profissionais antes dos trabalhos, nos quais devem constar informações cruciais, como se já tiveram contato com casos suspeitos ou confirmados da doença. O trabalho é extenso e acontece antes, durante e após cada produção. “Começa já nos encontros para a prova de figurino e na escolha dos locais de filmagem”, explica Alicya.

Ela acredita que o cuidado mais básico que veio para ficar é a higienização das mãos. A lavagem constante com água e sabão e o uso de álcool em gel estão entre as mudanças que devem ser incorporadas à rotina dos brasileiros no pós-pandemia, assim como o uso de máscaras em locais onde há alto fluxo de pessoas. A exemplo do que já acontece em países asiáticos, onde culturalmente a população está acostumada a usar a proteção para se proteger da gripe e da própria poluição, este hábito poderá ser incorporado aqui. “Vemos que outras doenças, como gripe e viroses, também diminuíram, pois assim como estamos nos prevenindo contra o coronavírus, também estamos nos protegendo de outros vírus e microorganismos”.

Quem é Alicya Scavello

Médica, professora de medicina e digital influencer, Alicya é multifacetada. Sua formação acadêmica é como médica dermatologista, profissão que exerce no Rio de Janeiro em uma clínica em Botafogo, Zona Sul da capital fluminense, além de ser professora e mestre em saúde pública pela USP ( Universidade de São Paulo). Paralelamente a esta carreira, é formada em roteiro, teatro e cinema pela Casa de Artes de Laranjeiras, no Rio. Alicya já participou de inúmeras produções audiovisuais, inclusive no exterior, já foi jurada em concursos de beleza e atualmente se especializou em dar consultoria de biossegurança para produções audiovisuais. Além de tudo isso é escritora e influencer, seus temas abordados são saúde e lifestyle.

 

Instagram @alicyascavello  


Fonte: Bueno & Vivire Comunicação 

Fotos: Divulgação 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem