TOP TV WEB

 BELEZA


Juliana Siruffo fala sobre procura por técnica que ajuda a reduzir medidas e rejuvenesce a pele

Intradermoterapia é indicada para saúde física e mental 


 
Intradermoterapia é um tratamento que auxilia o rejuvenescimento da pele e a redução da celulite, das estrias e da gordura localizada. A Biomédica Juliana Siruffo, com especialização em harmonização facial e corporal , habilitada em reprodução humana e mestranda em genética pela UFRJ, explica como funciona o método, quando ele é indicado, qual a duração do tratamento, quais são os possíveis efeitos colaterais, suas contraindicações e como realizar o procedimento.

De acordo com Juliana Siruffo, que é especializada em Biomedicina Estética, a intradermoterapia, conhecida também como mesoterapia, é uma técnica minimamente invasiva que envolve uma série de injeções de medicamentos, vitaminas, enzimas na pele ou subcutâneo. “A técnica — criada em 1952 pelo médico francês Michel Pistor — foi desenvolvida originalmente para o tratamento de doenças vasculares e infecciosas, lesões esportivas e para a melhoria da circulação. Com a descoberta dos efeitos benéficos na aparência da pele, a terapia, antes direcionada para o tratamento de condições médicas, virou um dos procedimentos estéticos mais procurados” diz Juliana, explicando que os resultados são muito satisfatórios para chegar ao resultado almejado pelo paciente.

Indicações:

A intradermoterapia é indicada para homens e mulheres que desejam eliminar gorduras localizadas, reduzir medidas, flacidez, estrias e celulite, e rejuvenescer a pele do rosto e do pescoço.

“Com frequência, a técnica é usada para reduzir a gordura nas áreas do abdômen, coxas, nádegas, quadris, pernas, braços e pescoço; diminuir a celulite e flacidez;amenizar rugas e linhas de expressão; melhorar o contorno do corpo. Também é indicada para clarear a pele hiperpigmentada (melasmas e manchas de acnes);melhorar a aparência de cicatrizes e até tratar a alopecia, uma condição que causa a perda de cabelo” explica Juliana Siruffo dizendo que a sessão de intradermoterapia dura em torno de 30 a 60 minutos e pode ser aplicado um anestésico local alguns minutos antes do procedimento para garantir mais conforto ao cliente.

De acordo com a Biomédica, a técnica usa microagulhas para fornecer uma série de injeções na região a ser tratada. A ideia do tratamento é que ele aja nas causas subjacentes aos problemas estéticos tratados, como má circulação, retenção de líquidos e inflamação da pele, que causam danos à cútis.

Quais substâncias são injetadas na pele?

Segundo a Biomédica, não existe uma fórmula única para as substâncias injetadas para o tratamento de intradermoterapia. “Existem diversas substancias que podem ser aplicadas, porém de acordo com o tratamento e necessidade de cada paciente, como vitaminas,aminoácidos, enzimas, fatores de crescimento, enzimas lipolíticas. Cada pessoa possui um tratamento individualizado” diz.


Duração do tratamento

Redução de gordura

Os depósitos de gordura em áreas localizadas, como o queixo, a papada, a parte interna das coxas e o culote são tratados com sucesso por enzimas que degradam as células de gordura.
Juliana aponta que a ação das enzimas ajudam a quebra dessa gordura, aumentando a circulação local e posteriormente facilitando a eliminação dessa gordura pelo organismo.
Ainda de acordo com Juliana, normalmente, são recomendadas no mínimo quatro sessões em intervalos semanais. Dependendo da área tratada, o número de aplicações pode aumentar.
“É importante ressaltar que o tratamento de intradermoterapia não produz mudanças drásticas na perda de peso. Ele é recomendado para pacientes que necessitam de uma redução de gordura em áreas específicas e localizadas ``, diz a biomédica.

Redução de celulite

A celulite é causada por depósitos de gordura indesejados que se acumulam no corpo naturalmente, a intradermoterapia se mostra como uma das soluções mais eficazes para combater o problema.
“Os medicamentos usados no tratamento ajudam a quebrar as células de gordura e melhoram a circulação, conferindo à pele uma aparência mais suave e livre de ondulações. No tratamento para a celulite, pode-se esperar:
Melhora do fluxo sanguíneo na área tratada; dissolvimento do local inflamado; otimização de procedimentos estéticos complementares, como a drenagem linfática” explica a especialista lembrando que geralmente, é aconselhado 1 sessão semanal.

Rejuvenescimento Facial

Juliana explica que a aplicação dos medicamentos na face — como o ácido hialurônico ou booster— estimula a hidratação celular, nutre e rejuvenesce a pele, ao mesmo tempo em que estimula a produção de colágeno e elastina, ambos essenciais para a elasticidade natural da cútis.

Como é a recuperação?

Como a intradermoterapia não é invasiva, geralmente não há necessidade de afastamento das atividades. Muitas pessoas retornam às suas rotinas imediatamente após a sessão e poucas decidem tirar um dia de folga para se recuperar de eventuais inchaços ou dores nos locais de injeção.

Contraindicações ou efeitos colaterais

“A intradermoterapia não é indicada em casos de alergias às substâncias utilizadas, doenças de pele no local em que as injeções serão aplicadas e doenças crônicas. Além disso, não é recomendada para cardíacos, gestantes e lactantes.” Diz a biomédica alertando que o tratamento é praticamente indolor, mas às vezes pode ocorrer vermelhidão nas regiões tratadas logo após as sessões, que passam espontaneamente depois de algumas horas.
“Reações alérgicas são raras. Na maioria dos casos, imediatamente após a sessão, o cliente pode retornar às suas atividades diárias e obrigações.
Não é recomendada a exposição ao sol e fontes artificiais de radiação UV durante o tratamento” finaliza.

Instagram: @drajulianasiruffo

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem