TOP TV WEB

Capa da ELLE View de junho, Luísa Sonza abre o coração e fala com exclusividade sobre novo álbum de inéditas e afastamento das mídias sociais

       Capa da ELLE View de junho, Luísa Sonza abre o coração e fala com exclusividade sobre novo álbum de inéditas e afastamento das mídias sociais  

Entrevista e ensaio exclusivos aconteceram antes dos episódios que fizeram a cantora se afastar da internet no final de maio   

(Divulgação)

“Eu durmo com a consciência limpa todos os dias e estou sempre sendo contestada e indagada. É um eterno tribunal. Eu pensava: 'não liga pra isso, você está na sua verdade, faz as suas coisas, acredita no teu'. Achava que ia melhorar assim, mas aconteceu o contrário. Só piorou. E eu nunca falava que não tinha sido eu que iniciou o término do meu antigo relacionamento. Nunca quis expor a minha vida pessoal. Eu só queria trabalhar, fazer música, ter a liberdade de cantar, de amar uma pessoa que é tão incrível e não fazer com que ela tenha que pagar um preço que não é dela", afirma Luísa Sonza, estrela da capa da ELLE View de junho, em entrevista exclusiva à publicação. 

O convite para a capa e para o ensaio exclusivo da edição atual surgiu alguns meses antes dos episódios que fizeram a cantora se afastar das mídias sociais no final de maio. A ideia conjunta inicial era apresentar a nova fase de Sonza, que lançaria neste mês o segundo álbum de sua carreira, chamado Doce 22. O nome, que ela revelou com exclusividade à jornalista Angelica Santa Cruz, da ELLE View, virou tatuagem no dorso da sua mão esquerda. É o título para um trabalho autoral, que a cantora sonha que seja escutado com atenção pelo seu público. Nele, Luísa Sonza vai apresentar músicas que trazem referências às suas raízes gaúchas, o pop dos anos 2000, o rock e Elis Regina. Pela primeira vez, a cantora também decidiu expor suas vulnerabilidades nas canções; receios com os quais precisa lidar desde que começou a aparecer para o grande público, aos 17 anos. 

  

"Eu faço música desde os 7 anos, nasci pra isso. Não quero ser atacada na rua, não quero ver meu caráter sendo reduzido a nada, não quero que minha família sofra diariamente, não quero que meu namorado sofra sem ter culpa nenhuma, não quero que meu ex-marido sofra com isso também. Ninguém deve pagar esse preço por viver o seu sonho", disse Luísa Sonza à ELLE View. Nem toda a experiência de seis anos aguentando haters da internet, porém, conseguiu preparar a cantora para o que ela teve que lidar quando começaram a culpá-la pela morte do filho do ex-marido, Whindersson Nunes.  

  

"Agora não estou com cabeça para lidar com a internet novamente. Preciso realmente cuidar um pouquinho da minha saúde mental. Estou há dias sem mexer nisso, com acompanhamento psiquiátrico e psicológico, e já me sinto bem melhor. Eu sou uma jovem de 22 anos, cria das redes sociais, uso como uma grande ferramenta de trabalho e ali realizo meu sonho de ter contato com meus fãs e de ver a minha música. É tudo junto. Mas não sei quando vou voltar a mexer na internet como era antes, aquela coisa todo dia, o dia inteiro, como uma jovem qualquer. Depois dessas últimas ameaças, não vejo mais sentido em ter que ver tudo isso. Preciso me cuidar para também tranquilizar a minha família", garantiu a cantora.  

  

A entrevista completa e o ensaio exclusivo com Luísa Sonza para a ELLE View de junho está disponível para assinantes:  https://elle.com.br/st/assine    

  

ELLE View Junho - A edição atual ainda traz um report completo sobre os novos tecidos e materiais que estão sendo utilizados por criadores de moda em roupas e acessórios: do couro de cogumelo a joias feitas a partir de suor humano. Em vídeo, a cantora Jessie Ware discute seu mais recente disco, o elogiado What's your pleasure? e ainda conversa sobre moda, sobre seu livro de memórias e sobre como se sentiu pela primeira vez no controle de sua carreira. 

 

Vulnerabilidade nas redes sociais: para se conectar com seu público, muitas pessoas estão apostando na demonstração de vulnerabilidades no Instagram. Mas qual é o limite da exposição genuína e da performática? Por último, em uma edição que fala sobre fama, exposição e vulnerabilidades, é preciso conversar com alguém que está experimentando a fama pela primeira vez. E quem melhor que Esse Menino, o humorista que conquistou o Brasil em junho com sua "Pifaizer"? 

  

ELLE Brasil - Fundada na França em 1945 pelo Grupo Lagardère, e lançada no Brasil em 1988, atualmente é publicada pelo Grupo Papaki, de Alexandre Sallouti e Mario Peixoto, um dos mais importantes do audiovisual brasileiro. Com um site aberto, revista digital mensal exclusiva para assinantes e um impresso premium, publicado quatro vezes por ano, a marca retomou sua produção no país em março de 2020.    

  

Sob comando de Susana Barbosa, diretora editorial, e Virginia Any, diretora comercial, ELLE voltou ao mercado falando de moda, beleza e lifestyle de um jeito contemporâneo, inclusivo, que dialoga com o espírito do tempo e reflete as questões e transformações da sociedade. ELLE é a moda, só que diferente. Assinaturas: https://elle.com.br/st/assine    

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem