TOP TV WEB

Duda Raupp junta Kamau e Fabriccio para lançar “Janelas”

       Duda Raupp junta Kamau e Fabriccio para lançar “Janelas”

Ritmo, melodia e poesia se entrelaçam no novo single do produtor que lançou no dia 18 de junho.


Capa “Janelas” por Júlia Girardi



A música sempre foi voz. O artista por meio dela tenta se expressar, o ouvinte por meio dela tenta se identificar. E foi nessa troca, que o produtor e beatmaker chegou até Kamau e Fabriccio. A música também é porta e “Janelas”, não à toa leva o nome do novo single de Duda Raupp. “Janelas” é uma brecha para reflexão sobre sentimentos e afeto. Foi se questionando sobre a dificuldade de expressar seus sentimentos e demonstrar afeto a outros homens, que Duda Raupp, se vendo como homem, percebeu que isso não fazia só parte da sua característica, mas como uma construção da própria sociedade. “Para mim, ‘Janelas’ traz a abertura para que cada um de nós 3 possamos nos abrir. Falar de nossos afetos, curar as nossas feridas, e tentar ser melhor.” conta Duda Raupp. Kamau e Fabriccio escutaram o que Duda queria trazer e participaram inteiramente no processo de criação. “Eu tinha a ideia de criar um instrumental inédito para esse som, pensando em que ele ia receber as vozes do Fabriccio e do Kamau, mas ainda querendo trazer bastante de mim na sonoridade. Em 1 mês eu mandei 3 ideias diferentes pro Kamau, que gostou de todas, mas insistiu na ideia de que o beat tinha que ser eu, algo novo. Acho que me preocupei demais em fazer algo que encaixasse com o que eu ouço desses artistas, mas tive mais dificuldade em expressar o que era o Duda nesse som. Foi aí que procurei algo em beats parados que eu tinha, e encontrei o instrumental certo.” completa Duda. Com a aprovação dos artistas, “Janelas” nasceu e se tornou a primeira música autoral de Duda Raupp com convidados. A conexão foi tão grande que o som que faz a mistura de Rap, R&B e influências do Neo Soul só mostra o quanto estávamos precisando da parceria desse trio. Escute “Janelas” Duda conheceu Kamau em junho de 2020 no evento de beatmakers, Beat Brasilis, que acontece semanalmente, antes presencialmente e durante a pandemia online, o que possibilitou a participação de Duda, que reside em Porto Alegre. A amizade com uma das grandes figuras do Hip Hop, trouxe para Duda bastante conhecimento sobre o mercado da música e também a parceria com a Foco na Missão. E foi através da produtora que teve contato com o Fabriccio, mas o trabalho do cantor já tocava em seus fones de ouvido, sendo referência e inspiração. “Desde que conheci o trabalho do Duda eu pensava no melhor momento para trabalharmos juntos. Já tinha aceitado antes que ele fizesse o convite e disse que estava aguardando o beat certo. Quando ele citou o nome do Fabriccio que já é um artista que eu também admiro, achei mais legal ainda. Quando chegou o beat certo com a guia do Fabriccio o verso saiu em 20 minutos. Gostei bastante do resultado.” conta o rapper Kamau. “Pra mim antes de tudo foi uma experiência realmente especial, além de ter me identificado muito com o instrumental e o clima que ele propõe, e também de ter podido conversar com o Duda sobre essa temática do som, e ter podido trazer minhas sensações e experiências para letra. E pra ficar mais inesquecível tem o Kamau que eu escuto a tanto tempo e que além de me inspirar pelo som esses anos todos muitas vezes me fez pensar, refletir, aprender coisas novas. Sem dúvida uma experiência das mais especiais pra mim" conta Fabriccio. “Janelas” é uma parceria com a produtora Foco na Missão. Duda Raupp assina a produção musical, mixagem e participou da composição junto com Fabriccio e Kamau. Masterização foi feita por Guilherme Ceron e arte da capa por Júlia Girardi. Duda Raupp lançou neste ano, o seu primeiro EP “Giro”. Press Kit “Janelas Duda Raupp De Porto Alegre (RS), Duda Raupp, pseudônimo de Eduardo Raupp,é beatmaker, produtor musical e multi-instrumentista. Suas principais influências são uma mistura de Neo Soul, R&B e Hip Hop, mas também estuda ritmos tradicionais brasileiros e outras vertentes. Seu contato com a música começou aos 8 anos quando fez aulas de violão e em momentos com a família quando se divertiam cantando no karaokê. Aos poucos percebeu que cantar e tocar era uma paixão. No ano de 2017, decidiu seguir carreira e entrou para o curso de Música Popular da UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Os próximos passos foram participar de projetos musicais autorais da cidade, com os quais se apresentou em algumas das principais casas locais como: Agulha, Sala Álvaro Moreyra, Espaço Cultural 512; E nos festivais: Virada Sustentável, Ceva no Total e Morrostock, em Santa Maria (RS). Em 2020, Duda usou o isolamento social para dedicar todo o seu tempo para a produção musical. Começando a idealizar o seu projeto solo e a produzir outros artistas. Fez colaborações nos singles “Abri o pote, era sorvete” e “Café e um do bom” do produtor Dawmata e lançou três remixes de Jéssica Berdet, “Sorri I”, “Singular I” e “Me Deduz l” Neste ano, Duda Raupp lançou seu primeiro EP solo, intitulado Giro, numa parceria com a Foco Na Missão. Distribuição Digital Ditto Music www.dittomusic.com Acompanhe Duda Raupp nas redes sociais: Instagram | Soundcloud | YouTube Foco na Missão nas redes sociais: Site | Instagram | Facebook

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem