TOP TV WEB

Construindo e buscando caminhos para ajudar o próximo

Denisson e Kelly D'Angiles estiveram uma reunião ontem, com o ex-Governador Márcio França, a conversa girou em torno de moradores em situação de rua e vulnerabilidadna grande São Paulo. 


Márcio Luiz França Gomes é advogado e filiado ao Partido Socialista Brasileiro (PSB), do outro lado, representantes do Instituto CÉU Estrela Guia, com sede na Rua Itapiru, no bairro Vila da Saúde. Dirigido pelos sacerdotes Pai Denisson D’Angiles e Mãe Kelly. O trabalho social do Instituto vem ganhando destaque, já distribuiu mais de 95 toneladas de alimentos neste primeiro semestre, toda semana fazem entrega para os mais necessitados, trabalho corajoso e solidário.  

Os sacerdotes de umbanda foram chamados para apresentarem o trabalho que vem desenvolvendo ao longo de 6 anos, em especial, no período da pandemia, que ficou mais intenso. França disse que já acompanha o empenho, engajamento e seriedade dos religiosos. 



Mãe Kelly pontuou a luta diária que o grupo administra, assim como a necessidade em ampliar o que eles já realizam. Segundo Kelly - "Nós fazemos algo que o Estado deveria fazer, no entanto mesmo os nossos recursos próprios, com tudo aquilo que nós temos, que recebemos, tem dado muito certo, mas é preciso do apoio do Estado para replicar essas boas células que o Instituto desenvolve". 

Veterano na política, França acha que pode haver uma mobilização maior - "Com engajamento, o Estado pode disponibilizar, gerenciar, administrar e gerir instituições voltadas para esse tipo de assunto", atestou. 

É fato dizer que os casos dos moradores em situação de vulnerabilidade é muito preocupante em São Paulo. Famílias inteiras, pai, mãe, filhos, que moram em ocupações, vem se tornando um contingente desenfreado. E, em situações precárias e nada salutares. A pauta pontuou as gestões dos serviços públicos, como SUS e funcionalidades.

"É preciso políticas públicas efetivas, uma estrutura adequada, com cursos de capacitação, abrigos, moradias, alimentos. Assim como uma organização disciplinar, metodologias, até mesmo financeiras e mentais", sugeriu Pai Denison D'Angiles.

Ambos concordaram que é o momento de união e solidariedade. França, que também já foi Prefeito, sinalizou o valor real de atos comandados pelos religiosos, validando a iniciativa. Da conversa, ficou a certeza que é preciso desenvolver metas e achar mecanismos orgânicos para superar a crise provocada pela covid e o futuro pós pandemia.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem