TOP TV WEB

Tecnologia do sistema financeiro avança, mas exige mais investimentos em segurança para acompanhar evolução digital

   Tecnologia do sistema financeiro avança, mas exige mais investimentos em segurança para acompanhar evolução digital

 Maria Cristina Diez, diretora comercial da Most Specialist Technologies - Divulgação


Os negócios digitais ganharam corpo e avançaram no mundo inteiro, especialmente a partir da última década. O resultado é que hoje os usuários têm um leque de possibilidades que só está aumentando: do celular, ele consegue acessar a conta bancária, comprar e vender produtos e serviços, realizar investimentos e aplicações financeiras, conseguir linhas de crédito etc.

 

O cenário para o surgimento de novos negócios digitais é bastante promissor, mas esbarra num sinal de alerta. “As soluções tecnológicas são cada vez mais amplas, porém elas expandem os riscos de exposição e uso fraudulento dos dados dos clientes. As inovações só se tornam viáveis se houver um sistema de proteção eficiente. As empresas de tecnologia trabalham nessas duas frentes, de oferecer solução e segurança ao mesmo tempo”, explica Maria Cristina Diez, diretora comercial da Most Specialist Technologies, empresa com forte atuação em sistemas de segurança digital.

 

Um dos recursos que mais têm levado à construção de sistemas inteligentes com alto nível de segurança é o onboarding digital, que integra e controla o fluxo de clientes de uma empresa por meio de uma automação cadastral. “O onboarding é um dos avanços que identificamos na TI como dos mais eficientes. Podemos criar um controle rígido de identificação pessoal, em uma ou mais etapas. Trabalhamos com ferramentas que otimizam a segurança dos dados desde a entrada de relacionamento”, sustenta a diretora da Most.

 

É isso, segundo ela, que explica a adoção do onboarding digital por setores com alta demanda de tecnologia e de segurança. É o caso do sistema bancário, que tem investido cifras próximas de R$ 2,5 bilhões por ano no desenvolvimento de soluções por meio de Inteligência Artificial. O uso de assinaturas digitais e o reconhecimento facial vêm sendo adotados com o intuito de atender à demanda do setor.

 

Para Diez, as tecnologias de onboarding digital apresentam êxito na luta contra os cyber ataques, embora seja uma batalha sem previsão de término. “Os ataques aos sistemas avançam, mas a evolução da inteligência artificial está conseguindo antever com grande precisão os riscos ao sistema. Nós usamos sistemas antifraude que trabalham de forma integrada com bancos de dados governamentais e que fazem um escaneamento facial detalhado, que impede as ações de fraudadores”, esclarece.

 

“As soluções em TI estão se aproximando bastante do momento em que vai ser cada vez mais difícil ocorrer fraudes por pessoas mal intencionadas. Os investimentos são necessários, mas há uma grande performance dos controles de sistemas que permitem identificar o usuário e certificar de que é ele mesmo que está realizando o acesso. Estamos chegando no limiar da segurança digital”, conclui a diretora comercial da Most.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem